Fala Pessoal,

Neste post vamos falar sobre o Project Pacific da VMware, que foi apresentado durante a VMware World 2019

Mas aí você me pergunta, o que é isso, Leandro?
É a maneira que a VMware encontrou para entrar novamente no mercado, depois do advento do contêiner e forte utilização da nuvem, fez a empresa perder uma mercado considerável para rodar aplicações em ambientes virtualizados.



A VMware está restruturando o vSphere/ESXi para rodar o Kubernetes nativamente no sistema, com isso permitindo o gerenciamento de contêineres, Máquinas Virtuais, Rede e Armazenamento em uma única interface Web (vSphere Client). Focando o uso do vSphere para aplicações e facilitando a integração entre os times de Desenvolvimento e Operações.



Durante a apresentação no evento, foram apresentados números interessantes referente a performance, porém é necessário levar em consideração que esses testes preliminares não necessariamente refletem quais serão os números finais.
Nos testes feitos o Kubernetes rodou 30% mais rápido comparando com uma instalação do Kubernetes numa VM Linux e 8% mais rápido comparado com uma instalação em Bare Metal.


O project pacific quando finalizado, estará dentro do VMware Tanzu.
O VMware Tanzu terá o foco em gerenciamento do Kubernetes em diferentes soluções de nuvem existentes no mercado, com isso numa única interface podemos gerenciar ambientes com multi-nuvem.

No futuro vamos falar mais sobre o Projetc Pacific e o VMware Tanzu.

Acompanhe o blog para ficar antenado nas noticias do mercado tecnologia.

Abraços

Deixe uma resposta